Sinalização Turística Metropolitana

A sinalização de caráter turístico reveste-se de grande importância, pois tem função indicativa e educativa, além de dinamizar e potencializar o setor turístico, tão importante para todos os municípios da RMBS. Os conceitos e princípios fundamentais que nortearam a elaboração do projeto SINALTUR foram:
• Legalidade – foi elaborado segundo as normas técnicas pertinentes e cumprir o estabelecido no Código Brasileiro de Trânsito – CTB e Resoluções do Conselho Nacional de Trânsito – Contran;
• Padronização – seguem o padrão preestabelecido no Plano Viário Metropolitano – PVM – Módulo de Gestão;
• Visibilidade, Legibilidade e Segurança – a sinalização é visualizada e lida a uma distância que permita segurança e tempo hábil para a tomada de decisão;
• Suficiência – pois oferece as mensagens necessárias a fim de atender os deslocamentos e identificação dos pólos geradores de tráfego;
• Continuidade e Coerência – o projeto assegura uma sinalização com continuidade de mensagens até o destino pretendido, mantendo coerência das informações e ordenar a cadência das mensagens, para garantir precisão e confiabilidade;
• Atualidade e Valorização – a proposta acompanha a dinâmica do meio urbano em que está inserida, prevendo-se sua adequabilidade a nova realidade, valorizando a sinalização, mantendo-a atualizada e evitando a geração de desinformação;
• Manutenção e Conservação – as especificações de tamanho, materiais e acabamentos da sinalização contemplam as especificidades do ambiente que será inserida, de forma que ela esteja sempre limpa, bem afixada, legível, não encoberta e, quando for o caso, bem iluminada;
• Eficácia – propicia ao pedestre, ao ciclista e ao motorista, o acesso mais fácil, rápido e rápido aos pólos geradores de demanda tráfego;
• Compatibilidade – A sinalização viária contribui para a incorporação da sinalização de caráter turístico da RMBS, determinados no Guia Brasileiro de Sinalização Turística, elaborado pelo DENATRAN, IPHAN, e EMBRATUR.


SINALTUR