A experiência das nove cidades da região, na questão dos resíduos sólidos, foi apresentada nesta quinta-feira (16) pelos gestores municipais durante o 1° Workshop –  Implementação do Plano Regional de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos da Baixada Santista (PRGIRS/BS). O evento, realizado de forma remota pelo Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT), contou com a participação do coordenador do Comitê de Integração de Resíduos Sólidos (CIRS) da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente, José Valverde e do diretor executivo da Agência Metropolitana da Baixada Santista (Agem).

Idealizado para aprimorar o gerenciamento dos resíduos gerados na região, envolvendo alternativas e soluções integradas e compartilhadas, o workshop faz parte da segunda fase de implementação do PRGIRS/BS, com discussões de ações intermunicipais. Entre os temas abordados, destacam-se a geração e redução dos resíduos; os tipos de coleta e tratamento; a adequação e capacitação dos recursos humanos, técnicos e financeiros e as diferentes realidades municipais, entre outros.

Primeira etapa

A primeira etapa do plano aconteceu entre 2016 e 2018, quando o IPT e a Agência Metropolitana da Baixada Santista (AGEM) realizaram estudos na Região Metropolitana da Baixada Santista para avaliar as especificidades dos resíduos gerados (domiciliares, construção civil, industrial, serviços da saúde etc.) e indicar propostas para solucionar os problemas de modo integrado entre os nove municípios da Baixada Santista.
 O PGIRS foi entregue em 2018 e inovou ao apresentar não apenas soluções técnicas para os municípios, mas também um estudo de viabilidade técnica, econômica, ambiental e social das soluções propostas para resíduos sólidos urbanos e mais de 200 ações de curto, médio e longo prazo para a região, incluindo também outros resíduos, como de construção civil, pesca e de saúde. O plano foi elaborado de acordo com termo de referência da Agem e contou com recursos do Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro). 

No final de 2020, o IPT e a AGEM deram início à segunda etapa do projeto, que contempla os trabalhos para dar continuidade ao plano regional, visando o diagnóstico das ações implementadas e a elaboração de instrumentos para implantar as estratégias e ações propostas referentes a resíduos sólidos urbanos

Workshops

Além deste, outros quatro workshops estão programados para os próximos meses com os seguintes temas: avanços nas ações de redução, coleta seletiva e cooperativas; sistemas para transbordos e triagem;  sistemas de compostagem e tratamento biológico e por último, avanços em sistemas de recuperação energética.

Workshop – Gestores municipais compartilham experiências na área de resíduos sólidos