Impulsionar ações de mobilidade urbana sustentável, de baixo impacto poluente e inclusivas nos nove municípios é o objetivo do Plano Regional de Mobilidade Sustentável e Logística da Baixada Santista (PRMSL-BS), que será realizado com recursos do Programa Euroclima+, da União Europeia, que financia ações de mitigação e adaptações aos efeitos das mudanças climáticas. A iniciativa tem a Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) como uma das implementadores do programa, que conta com apoio financeiro de 500 mil euros (cerca de R$ 3 milhões) e tem prazo de 15 meses para conclusão.
A AFD com recursos do programa Euroclima+ fez a licitacao que teve a Setec internacional, empresa francesa, como vencedora. O contrato foi assinado no mês de abril.
A Agência Metropolitana da Baixada Santista (Agem) acompanhará e direcionará os trabalhos junto com a CT Mobilidade e Logística. O início dos trabalhos será focado no levantamento de dados para diagnóstico da região.

Metas
O PRMSL-BS tem como metas reduzir as emissões de gases do efeito estufa (GEE), de partículas poluentes e o consumo de energia não renovável, para mitigar os efeitos das mudanças climáticas. Medidas de redução das desigualdades de renda e a melhoria da qualidade de vida da população em toda a região também estão incluídas em seus propósitos, além da questão de gênero, tendo em vista que na identificação prévia do plano foi verificado que mulheres utilizam mais o transporte público e sofrem com falta de segurança.
“Esses planos são estratégicos para uma cidade agradável a todos os cidadãos e o transporte público é a chave para melhorar e reduzir o impacto ambiental dos outros modos de transporte”, disse a representante da AFD, Suzanne Spooner.

O PRMSL-BS comportará também incentivo ao uso de modais não motorizados como bicicletas, com implantação e integração de ciclovias, além de ampliação de áreas verdes e melhoria de calçadas e travessias acessíveis.

Ações
No momento, a Agem está articulando os trabalhos com a EMTU e já tem reuniões agendadas com a Codesp, Ecovias e Secretaria de Estado de Logística e Transportes.
Os trabalhos desta primeira etapa de diagnóstico, propostos pela Setec, incluem as seguintes atividades:

– Apoio na preparação da reunião de início dos trabalhos

– Mobilização da equipe e formalização de comunicação interna e externa Atividades

– Plano de Trabalho Atividades

– Levantamento inicial de dados de fontes secundárias Atividades

– Avaliação dos impactos de crise COVID-19 Atividades

– Diagnóstico institucional preliminar associado ao PRMSL-BS Atividades

– Elaboração da estratégia de comunicação Atividades

– Elaboração da estratégia do processo participativo do PRMSL-BS Atividades

-Elaboração da estratégia de acompanhamento do PRMSL-BS Atividades

-Descrição preliminar dos Indicadores de Desempenho

Seguem os links do programa Euroclima+ e do projeto:
Projetos de Mobilidade Urbana: http://euroclimaplus.org/movilidad
Plano Regional de Mobilidade Sustentável e Logística da Baixada Santista: http://euroclimaplus.org/movilidad/sump-bajada-santisima-santista
Ficha do Projeto: http://euroclimaplus.org/images/2020/MU/proyectos/POSTER_SUMP-Baixada-Santista.pdf

Crédito da Arte/ Foto – Pixabay

Baixada Santista inicia plano com ações de mobilidade não poluentes