O Governo de São Paulo e a Rappi uniram forças para disseminar conteúdo verdadeiro e oficial de prevenção e combate ao coronavírus. Por meio do botão ‘Prevenção’, na tela inicial do aplicativo, usuários passam a ter acesso simples e confiável a medidas de segurança e orientações diversas. As informações são advindas do site www.saopaulo.sp.gov.br/coronavirus.

“A iniciativa está em linha com a prioridade absoluta da Rappi – que é a segurança de todos -, e com as demais ações que a companhia já vem adotando”, afirma Sergio Saraiva, presidente da Rappi no Brasil. Dentre os protocolos de segurança implementados pelo superapp estão entrega sem contato, incentivo ao pagamento digital (e não em dinheiro), disponibilização de itens de higienização e desinfetantes aos entregadores parceiros e PersonalShoppers e constante envio de informações e lembretes – seja via email ou push – a todo o ecossistema da companhia.

O conteúdo disponível no botão ‘Prevenção’ conta com material completo com Guias, Cartilhas, Perguntas e Respostas, notícias e um link com todos os vídeos de orientação que foram produzidos até o momento.

“Nesse momento de união, a parceria com uma empresa que presta serviços de excelência, como a Rappi, é fundamental para continuarmos no nosso trabalho diário e incansável de informar a população de forma correta e combater a fakenews”, afirma o Secretário de Comunicação do Governo de São Paulo, Cleber Mata.

Sobre a Rappi
A Rappi é um superaplicativo que resolve a vida de seus usuários ao oferecer a eles uma plataforma única para suas necessidades e desejos diários. A startup, criada em 2015, chegou ao Brasil em julho de 2017 e já está presente em mais de 60 cidades brasileiras. Por meio do aplicativo é possível conseguir produtos e serviços de diferentes categorias, incluindo restaurantes, supermercados, farmácias, manicure, dogwalker, entre outros. Além do Brasil, a Rappi está presente na Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, Peru e Uruguai.

Governo de SP faz parceria com a Rappi para disseminação de informações oficiais sobre Covid-19

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *