28 de Agosto de 2012

Multinacional do ramo de petróleo e gás faz apresentação ao Condesb


Assessoria de Imprensa da AGEM



“O sucesso da Saipem na Baixada Santista é o sucesso do setor de petróleo e gás na região”. Com essa frase, o gerente de infraestrutura da Saipem do Brasil, Ricardo VanHoombeeck e José Roberto dos Santos, diretor da Geo Brasilis iniciaram a apresentação do Centro de Tecnologia e Construção Offshore, na reunião do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), realizado nesta terça-feira, dia 28, em Cubatão.

O diretor-executivo da Agência Metropolitana da Baixada Santista (AGEM), Luciano Cascione, comentou a importância de um investimento deste porte na Baixada Santista. “A instalação da Saipem no Guarujá é mais uma evidência de que a exploração do pré-sal não é apenas uma ideia de crescimento para a região. É um fato que está se concretizando aos poucos. E o exemplo da Saipem servirá a muitas empresas que pretendem se instalar na região. Mostrará que a Baixada Santista está apta a receber grandes investimentos da iniciativa privada e que o crescimento econômico da região deve ser feito, essencialmente, de forma sustentável tanto do ponto de vista social como ambiental”.

A Saipem está desde 2011 na Região Metropolitana da Baixada Santista, mais especificamente na cidade de Guarujá, onde produz dutos e equipamentos submarinos. A empresa é a primeira grande fornecedora a se instalar no estado de São Paulo com contrato assinado com a Petrobras.

Atualmente, a Saipem possui 160 funcionários (diretos e indiretos) atuando em sua base do Guarujá. Desse total cerca de 60% são de trabalhadores da Baixada Santista. VanHoombeeck revelou que a Saipem deve gerar 1.050 novas vagas de trabalho até 2014. Serão 830 vagas de operários e 220 vagas de técnicos e trabalhadores com nível superior. E um convênio já foi assinado com a prefeitura do Guarujá e o Senai para que aproximadamente 400 trabalhadores se formem em 2 anos para aumentar ainda mais o número de pessoas capacitadas em nossa região.

Políticas de apoio do Governo do Estado de São Paulo e das prefeituras de Santos e Guarujá fizeram com que a Saipem resolvesse montar uma base na Baixada Santista, já que a partir de outubro de 2013 a empresa será a responsável pela produção de equipamentos para a Petrobras.

“A chegada da Saipem à nossa região é um marco, que sinaliza o início efetivo dos trabalhos de preparação para as atividades relacionadas à exploração do pré-sal”, comentou o secretário de Desenvolvimento Metropolitano (SAME) de Praia Grande, Sérgio Pontes, representante do Município na reunião. “Nosso principal foco agora é na capacitação de uma mão de obra que supra as necessidades que irão surgir dessas atividades. Independentemente das cidades que receberão essas empresas, as demandas atingirão toda nossa a região, e devemos estar preparados para que essas vagas não sejam preenchidas por mão de obra de fora”.

Atividades que serão desenvolvidas na região

Base de apoio logístico
Preparação e montagem de dutos
Construção de estruturas submarinas (leves e pesadas)
Centro de Tecnologia e Engenharia

A reunião do Condesb foi presidida pelo diretor-executivo da Agência Metropolitana da Baixada Santista (AGEM), Luciano Cascione, e contou com a presença dos prefeitos de Bertioga, Mauro Orlandini; Cubatão, Márcia Rosa; Guarujá, Maria Antonieta de Brito e São Vicente, Tércio Garcia, além de representantes municipais e conselheiros estaduais.

Veja a apresentação da Saipem Brasil


Fonte: Richard Durante Jr