Grupo de trabalho do Condesb inicia debate sobre uso do aço na construção civil

       2

Grupo de Desenvolvimento Econômico do Condesb recebeu o analista comercial da Usiminas, Marcelo Machado.

Representantes de prefeituras e sindicatos da região participaram da reunião, na Agem. (Fotos: Assessoria de Imprensa/Agem)

O grupo de trabalho formado pelo Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) para discutir ações de estímulo à economia na região reuniu-se nesta quinta-feira, 11 de janeiro, para conhecer soluções para o uso do aço na construção civil, com o objetivo principal de buscar alternativas para habitações de interesse social.

Durante o encontro, realizado na sede da Agência Metropolitana (Agem), em Santos, Marcelo Oliveira Machado, analista comercial da Usiminas, falou sobre as diversas aplicações e vantagens do material. De acordo com ele, “o aço é uma excelente alternativa estrutural” que possibilita otimizar os canteiros de obras (menos resíduos e fluxo de veículos, por exemplo) e reduzir o tempo de construção, já que as estruturas vêm prontas da indústria.

Questionado sobre a durabilidade do material, em razão do clima na Baixada Santista, o analista lembrou que navios são feitos de aço e destacou, ainda, a utilização do metal nas atividades de exploração do pré-sal. “O fundamental é ter um bom projeto, porque não pode haver desnível e não há como fazer mudanças depois da estrutura pronta, o aço não permite modificações estruturais no meio da obra. Por isso, é importante considerar as especificidades do local da construção e usar o material adequado, tanto com relação ao tipo de aço quanto ao da tinta para pintura, evitando gastos com manutenção. E tem que seguir as normas técnicas. Hoje, há até estruturas para janelas, além de decks para suportar lajes e placas para paredes de drywall”, afirma.

O diretor-executivo da Agem, Hélio Vieira, considerou o encontro positivo e afirmou que o próximo passo é trazer representantes de construtoras que estejam utilizando o aço na habitação de interesse social. “Precisamos aprofundar esse debate. Houve uma evolução nas normativas técnicas e há aspectos legais que precisamos discutir para saber como viabilizar parcerias, tanto com os governos estadual e federal, para captar recursos, quanto com empresas e órgãos de capacitação, uma vez que essa técnica exige mão-de-obra bem qualificada”.

Participaram representantes das prefeituras de Bertioga, Cubatão, Guarujá e São Vicente; da CDHU, dos sindicatos dos Trabalhadores da Indústria Química e dos Engenheiros do Estado e da Federação dos Metalúrgicos.

Marcelo Oliveira Machado, da Usiminas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Artigos relacionados

Fundo Metropolitano tem disponíveis R$ 5,2 milhões para os municípios da região

O primeiro Plano de Aplicação do Fundo de Desenvolvimento Metropolitano para 2018 prevê a liberação de R$ 5.162.199,95 para investimentos nos nove municípios da Baixada Santista. O valor referente a cada prefeitura é calculado com base nas quotas-partes que compõem o Fundo (incluindo recursos do Estado) – veja abaixo. As prefeituras que integram a Região […]

LEIA MAIS →

Condesb reúne-se nesta quarta e IPT entrega Plano de Resíduos Sólidos

O Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) reúne-se nesta quarta-feira, 4 de abril, às 9h30, no Teatro Guarany, em Santos (Praça dos Andradas, 100, Centro). Às 11h, no mesmo local, o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) e a Agência Metropolitana (Agem) entregam a versão final do Plano Regional de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. […]

LEIA MAIS →

Presidente do Condesb recebe propostas do Ciesp-Cubatão para o desenvolvimento regional

O prefeito de São Vicente e presidente do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), Pedro Gouvêa, recebeu propostas de representantes das empresas do polo industrial de Cubatão para estimular o crescimento econômico e a geração de empregos na região. Ao lado do de Hélio Vieira, diretor executivo da Agência Metropolitana (Agem), Gouvêa participou da reunião […]

LEIA MAIS →

Pedro Gouvêa, prefeito de São Vicente, é o novo presidente do Condesb, e Válter Suman, o vice

“As prioridades nós sabemos quais são: saúde, educação, segurança, habitação, a questão dos resíduos sólidos. O fundamental é que a gente trabalhe com união para o fortalecimento da Região Metropolitana e, dessa forma, possamos colocar em prática as soluções para os problemas.” A afirmação do prefeito de São Vicente, Pedro Gouvêa, não sinaliza apenas que […]

LEIA MAIS →

Condesb realiza reunião extraordinária nesta terça-feira, dia 27

  O presidente do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), prefeito Alberto Mourão, de Praia Grande, convocou reunião extraordinária dos conselheiros para a próxima terça-feira, 27, às 9h30. O encontro acontecerá no auditório da Agência Metropolitana (Agem – Rua Joaquim Távora, 93, 10º andar, Vila Mathias, Santos). Os principais assuntos da pauta são: Analisar, […]

LEIA MAIS →
Voltar para o topo