Em reunião no Palácio dos Bandeirantes, técnicos de TI discutem política de segurança da informação

       0

Política de Segurança da Informação adotada pelo governo do Estado foi apresentada à Câmara Temática do Condesb.

Reunião aconteceu no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo do Estado, dia 9. (Fotos: Assessoria de Imprensa/Agem)

Estabelecer os princípios e diretrizes estratégicas de um modelo de Gestão da Segurança da Informação, por meio da implantação de controles para uso seguro, ético e legal das informações e dos recursos tecnológicos. Estes são alguns dos princípios da Política de Segurança da Informação (PSI) adotada pelos órgãos e empresas ligadas ao governo do Estado e que foi apresentada aos técnicos das prefeituras da Baixada Santista e da Agência Metropolitana (Agem) que integram a Câmara Temática de Tecnologia da Informação e Comunicação (CTTIC) do Conselho de Desenvolvimento da região (Condesb). O encontro aconteceu dia 9 de novembro, durante visita técnica ao Laboratório de Inovação (iGovLab), no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Entre os temas debatidos, estão os “os cinco atributos fundamentais da segurança da informação”: autenticidade, confidencialidade, disponibilidade, integridade e legalidade. “Esses princípios abrangem questões fundamentais para quem atua, seja como técnico ou operador de um sistema. Por exemplo: é necessário garantir que a informação processada seja procedente, fidedigna e protegida contra manipulações e alterações indevidas. Além disso, que todas as informações sejam criadas, normatizadas e gerenciadas de acordo a legislação em vigor”, afirma Márcio Aurélio Quedinho, diretor de Tecnologia da Agem e coordenador da CTTIC.

Os integrantes da Câmara Temática receberam cópia da minuta da PSI, que pode servir de modelo para a adoção de medidas semelhantes na esfera da administração municipal. Márcio Quedinho ressalta, ainda, que a PSI não considera apenas questões tecnológicas, mas aspectos que envolvem, por exemplo, os recursos humanos, o ambiente de trabalho e o espaço físico (proteção das instalações), além da hierarquização e tratamento da informação,entre outros itens.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Artigos relacionados

Técnicos que atuam em programas de assistência social devem receber capacitação

A capacitação técnica de agentes que atuam em programas de assistência social vinculados aos governos municipal, estadual e federal é o caminho para aprimorar o atendimento aos beneficiados. Esta foi a questão central da reunião da Câmara Temática de Assistência Social do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb), sexta-feira, 16 de fevereiro. Jucimara Dias […]

LEIA MAIS →

Câmara Temática de Turismo debate mapeamento cultural e roteiro náutico

A proposta de realização de um mapeamento sócio-cultural da região voltou a ser discutida na Agência Metropolitana (Agem), em Santos. Nesta sexta-feira, dia 19, Ana Paula do Val e Maracélia Ramos Teixeira, representantes do Sesc, apresentaram o projeto aos integrantes da Câmara Temática (CT) de Turismo do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) – […]

LEIA MAIS →

CT de Direitos Humanos realiza primeira reunião e elege coordenador e relatora

A Câmara Temática de Direitos Humanos do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) foi oficialmente instalada nesta sexta-feira, 12 de janeiro. Reunidos na sede da Agência Metropolitana (Agem), representantes das prefeituras da região e das diretorias regionais de Saúde (DRS-IV), de Esporte e de Assistência e Desenvolvimento Social (DRADS-BS) do governo de São Paulo […]

LEIA MAIS →

“A sociedade do emprego acabou e a economia solidária é uma alternativa”, diz economista

O economista Dimas Gonçalves, professor da PUC-Campinas, estuda o segmento da chamada economia solidária há 17 anos. De acordo com ele, o Brasil conta hoje com cerca de 20 mil empreendimentos neste setor. São cooperativas, grupos de produtores e organizações colaborativas que reúnem cerca de 14 milhões de pessoas e movimentam aproximadamente 3% do Produto […]

LEIA MAIS →

Técnicos e secretários municipais debatem redução da geração e gestão de resíduos

A realização de ações regionais para incentivar a redução da geração de lixo, a adesão dos municípios ao SIGOR (Sistema de Gerenciamento Online de Resíduos) e as últimas etapas do processo de elaboração do Plano Regional de Gestão de Resíduos Sólidos da Baixada foram os principais assuntos debatidos na manhã desta terça-feira, 5 de dezembro, […]

LEIA MAIS →
Voltar para o topo